O Estado quer fechar nosso Cinquentenário Hilka de Araujo Peçanha

A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo!(Nelson Mandela)

Parece que para o nosso governo o Sr. Mandela não entende de prioridades, nossa educação cada dia fica mais de lado, todo dia se perde em nosso estado o direito de aprender com qualidade.
Nessa manhã se reuniram professores, alunos, responsáveis, ex-alunos e alguns vereadores para tratar sobre a proposta do governo estadual de transformar o CEHAP(Colégio Estadual Hilka de Araújo Peçanha) que tem sido um dos maiores responsáveis pela formação de jovens professores da nossa cidade em uma escola de formação primária que alcançaria somente crianças do 1° ao 4° ano.

Não é de hoje que a escola passa por essas dificuldades, professores e alunos relataram que esse ano não houveram novas turmas,outras foram otimizadas e houveram turmas fechadas e ao se encontrar com o superintendente de educação Paulo Fortunato para resolver a questão ele informou que não poderia reverter o processo, porém reabriria algumas turmas, e os professores deveriam buscar alunos para preencher o quadro com campanhas como já vinha sendo feito, entretanto na semana passada eles foram informados sobre a resolução de normas que a secretária de educação seguiria para o fechamento da escola, e pelo sr. Prefeito que a escola seria municipalizada, e que o CEHAP  teria sido oferecido ao município junto com mais 3(três) escolas estaduais pelo governo.

Agora só nos resta lutar contra essa barbárie, muitas escolas não só em nossa cidade tem sido fechadas sem pensar em como nossas crianças e jovens vão fazer para ter acesso a boas oportunidades, a educação deveria ser uma prioridade, deveria ser incentivada, encorajada e não sucateada como vem ocorrendo no Rio de Janeiro. E dever de todos lutar por melhorias, lutar por incentivo. Na próxima segunda-feira(14) uma comissão mista irá se reunir com o secretário de educação e o sr. Prefeito Dr Sadinoel como o objetivo de cobrar deles um posicionamento não aceitando o prédio que foi oferecido ao município com o fechamento da escola e na terça-feira(15) um grupo se encontrará com a comissão de educação da ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) buscando apoio contra o fechamento da escola.

O apoio da população é imprescindível, não podemos perder mais do que já foi perdido. Vamos lutar hoje pra não perecer amanhã!

Fonte:Redação Portal Local Itaboraí

Comments

comments

Você também pode gostar...