Bebê morre e família acusa médicos de negligência em Hospital Municipal de Itaboraí

Foto:Leonardo Ferraz

Prefeitura está apurando os fatos

Familiares da dona de casa Bianca Nepomuceno da Mota, 18 anos, acusam médicos do Hospital Municipal Desembargador Leal Junior, em Itaboraí, de negligência médica. A jovem deu entrada no último dia 26 de agosto com 40 semanas e seis dias de gestação, e, após agonizar quase 15 horas com fortes dores, seu primeiro filho, Adrian Matheus, nasceu morto. Três dias após receber alta da unidade, Bianca retornou ao hospital com uma grave infecção no local da cirurgia.

A sogra de Bianca, Mara Núbia Nascimento, 42 anos, que esteve ao lado durante todo o tempo, disse que a família optou pelo hospital por ser mais perto da residência, já que a família é do bairro do Areal.

“Bianca chegou aqui às 15h com dores e três centímetros de dilatação. Os médicos colocaram um remédio para induzir o parto normal, mas ela não teve passagem. O Adrian estava bem, mas com o passar das horas, as dores foram ficando mais intensas. Fizemos tudo o que eles mandaram – caminhar, agachar e tomar banho quente. Se tivéssemos brigado e feito um escândalo, meu filho estaria aqui”, disse o marido de Bianca Mota, Alexsandro Barbosa, de 21.

A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria de Saúde informa que está apurando os fatos, com os responsáveis do serviço da Maternidade do hospital.

Fonte:Site O São Gonçalo

Comments

comments

Você também pode gostar...