Casa de Cultura inaugura exposição “O olhar do artista sobre o meio ambiente”

A Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres (CHAT) inaugurou na noite da última quinta-feira (17/08), a 13ª edição exposição “O olhar do artista sobre o meio ambiente”. Com o tema “Percepção Ambiental”, a mostra conta com 90 peças, entre quadros, fotografias e esculturas, de artistas de vários municípios do Estado do Rio de Janeiro, como Itaboraí, São Gonçalo, Niterói, Araruama e outros. A exposição gratuita fica aberta para visitação até 30 de agosto e visa abordar a educação ambiental através da arte, para estimular uma visão mais atenta sobre questões socioambientais.
Segundo a professora e idealizadora do projeto, a coordenadora do laboratório do Horto-Viveiro da UFF, Jaine Garcia, anualmente a exposição percorre de quatro a cinco municípios. Este ano, além de Itaboraí, sendo a cidade contemplada pela estreia, os municípios de Niterói, São Gonçalo e São Pedro da Aldeia receberão a exposição itinerante de artes visuais.
“Nossa proposta é trabalhar a educação ambiental, através da arte e da sensibilidade do artista, atingindo todas as faixas etárias. E a esperança é de plantar uma sementinha em cada lugar que passamos, pois todos juntos podemos fazer a nossa parte”, disse Jaine emocionada, de mãos dadas com o público formando um grande círculo.
O secretário municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, Fernando Roscio surpreendeu-se com a quantidade de pessoas presentes à exposição, devido ao tempo chuvoso e parabenizou todo o projeto. “Estou orgulhoso de ver a Casa de Cultura cheia. Estamos conseguindo fazer aquilo que nos propusemos a fazer, que é deixar a CHAT viva e com movimento”, frisou o gestor da pasta, ao lado da secretária municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, Paloma Martins.
A professora de matemática e pós-graduada em artes visuais, Magali Bastos ressaltou que já participa da exposição há três edições e sempre com temas diferentes. “Sempre que posso venho às aberturas das exposições, dentre os temas abordados já pintei sobre desmatamento e queimada, prejudicando assim o meio ambiente; poluição dos mares e protesto SOS Tapajós”, disse a artista moradora de Araruama.
Dentre as peças expostas, três delas foram produzidas por alunos da rede municipal de ensino de Itaboraí, da Escola Municipal Mariana da Glória, no bairro Sapê, todas sendo fotografias. A aluna Camila Corrêa, 15 anos e estudante do 9º ano do Ensino Fundamental II, expôs a fotografia intitulada “Renascer”, uma flor desabrochando em um bidê.
“Esta fotografia para mim significa a esperança de dias melhores, por isso coloquei o título Renascer. É a primeira exposição que participo como uma artista e estou achando ótimo saber que esta imagem irá percorrer outros municípios”, disse Camila.
O evento contou ainda com a esquete teatral “A percepção de um olhar”, do grupo de Itaboraí, Serotonina. A Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres fica localizada na Praça Marechal Floriano Peixoto, nº 303, Centro. Horário de visitação, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Fonte:Facebook da Prefeitura municipal de Itaboraí

Comments

comments

Você também pode gostar...