Menor acusado de torturar e matar a madrasta em Itaboraí

Um menor infrator, de 17 anos, foi apreendido no fim da noite de terça-feira, acusado de ser o autor de um crime que deixou estarrecida a comunidade de Itambi, em Itaboraí. Policiais militares do 35º BPM (DPO de Itambi) informaram que por volta das 21 horas auxiliavam os familiares da doméstica Vanda Cleide Rufino, de 30 anos, que estava desaparecida desde a véspera. Os policiais fizeram algumas indagações aos parentes da doméstica e assim chegaram até o enteado da vítima.
2 - Vanda Cleide foi morta pelo próprio enteado, viciado em drogas - Divulgação
As indagações passaram de desconfiança à evidência em pouco tempo, de que algo de muito grave havia ocorrido com Vanda. As evidências acabaram se transformando em confissão, quando o menor (usuário de drogas) afirmou que tinha uma rixa com a vítima e, segundo informações, tinha por hábito furtar coisas de dentro de casa para trocar por drogas. O menor acabou confessando que sabia que Vanda havia realizado um trabalho de faxina, e que sua madrasta teria recebido pagamento por esse serviço. Com frieza, confessou que por volta das 19 horas do dia 25 esperou pela passagem de Vanda por um caminho que a vítima costumava passar, e a atacou, golpeando sua cabeça com três marretadas.

Ainda no relato estarrecedor do acusado, Vanda teria desmaiado. Em seguida o menor a colocou a doméstica (ainda viva) numa carroça, a despiu, amarrou e ainda tentou enforcá-la. O crime estarreceu até mesmo os policiais, que acrescentaram ainda que o menor retornou ao local onde havia deixado a madrasta, na segunda-feira, por volta das 6 horas. O assassino constatou que a vítima ainda estava viva, e com requinte de crueldade, ele a sufocou usando as próprias roupas e também usou as cordas para enforcá-la.

Após o relato chocante, o assassino levou a guarnição até o local onde havia abandonado o corpo de Vanda, na Rua Constantino Benázio, no Jardim Itambi (numa área de pasto). A Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) foi acionada e registrou o bárbaro crime, conduzindo e autuando o menor.

Fonte:Site A tribuna

Comments

comments

Você também pode gostar...